CAPITAL – Para idosos confinados em Campo Grande, sair para vacinar é ‘respiro’ na quarentena

Idosos contam rotinas de confinamento e também como são alvo de fake news

População mais vulnerável à letalidade do novo coronavírus, causador da pandemia do Covid-19, idosos encontraram na campanha nacional de vacinação um alento para o confinamento adotado como medida preventiva à propagação do vírus em Campo Grande.

Na manhã desta terça-feira (24), primeiro dia de vacinação na Capital, filas se formaram nas farmácias antes mesmo do início da imunização. Com máscara e mantendo distância, dezenas de idosos ja aguardavam a vez

Para muitos, era a primeira vez que saiam de casa após a autoquarentena, mas por um motivo justificado. A imunização contra a influenza protege contra gripes como a H1N1 que circulou em 2019 e ajuda a melhorar na triagem do diagnóstico do Covid-19.

No Buriti, a unidade de saúde organizou idosos em cadeiras, com distância de um metro entre um e outro. (Foto: Ana Paula 

Nas filas, pessoas com mais de 60 anos descreveram as dificuldades de ficar em casa e preocupações com a pandemia inédita. Como Eurinda de Oliveira, de 67 anos, que procurou a vacina já no primeiro dia.

“Estou bem preocupada. Tem criança em casa e meu esposo é diabético, então isso me deixa muito receosa. Pra mim é muito difícil ficar em casa, sou uma pessoa agitada, ativa, e não consigo ficar parada. Tanto que passo álcool e água sanitária na casa o tempo todo. Meu filho, que trabalha do lado de casa, quando me vê na varanda, já brinca que é para eu voltar pra dentro. E me manda colocar a máscara. É sufocante, mas estou tomando muitos cuidados. Só de banho tomo uns três ou quatro por dia”, conta.

O aposentado Mauro Peixoto, de 67 anos, fala que o isolamento não está tão difícil porque já passava maior parte do tempo em casa. “A gente faz algumas coisas para passar o tempo, seguindo as regras do Ministério da Saúde. O aposentado já fica a maior parte do tempo dentro de casa, né? Eu tinha costume de fazer a caminhada, mas eu parei. Faço algum exercício dentro de casa, mesmo, porque fui andar em volta da minha casa e tava cheio de gente, então preferi parar. O inimigo não tem revólver e nem nada, ele está no ar”, pontua.

Fake News

A atual geração sexagenária é uma das que já tem acesso à internet em dispositivos móveis. Com o celular em mãos, eles conseguem ter acesso às principais informações e conteúdos – inclusive fake news. Ou seja: apesar de incluídos na era digital, o hábito de checar informações e a confiança nos emissores faz com que idosos sejam alvos fáceis de notícias falsas.

O aposentado Raimundo dos Santos, de 77 anos, que também esteve na fila para imunização contra a influenza, afirma ter recebido muitas mensagens falsas.

Idosos são imunizados na unidade de saúde do Buriti. (Foto: Ana Paula Chuva  



Sobre Noticidade Brasil 7623 Artigos
Noticidade Brasil é um portal de noticias que veio com a ideia de levar a informação de modo rápido e de fácil acesso ao publico. Contamos com uma equipe totalmente qualificado e com parceiros que estão aptos a nós ajudar levar a informação até você. Noticidade Brasil, a notícia a um clique de distancia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*