Dono de jornal, desabafa sobre ter sido jurado de morte por Jamil Name e filho

De acordo com AJ, “se necessário, contarei muitas “estórias” aqui no Facebook. Vai valer a pena”

Antônio João Hugo Rodrigues, dono do jornal Correio do Estado fez no final da manhã desta terça-feira (1º), um desabafo em sua rede social com relação à declaração de Marcelo Rios, preso na Operação Ormetá, de que Jamil Name e Jamil Name Filho teriam dado ordens diretas para a execução de “AJ”, como é conhecido, e o ex delegado-geral da Polícia Civil, Jorge Razanauska. 

Em documento acessado pelo JD1, a informação passada à Polícia Civil é que, pai e filho se arrependeram da ordem e mesmo após ter pago pelas mortes de Antônio e Jorge, pediram o dinheiro de volta, cancelando o comando.

Antônio João declarou que “Jamil Name é amigo de poderosos. Que frequentavam sua casa semanalmente, na confraria do vinho. Juízes e desembargadores, deputados estaduais e federais. Boa parte deles, sempre às ordens”.

Confira a seguir o desabafo de Antônio João na íntegra:


Sobre Noticidade Brasil 7623 Artigos
Noticidade Brasil é um portal de noticias que veio com a ideia de levar a informação de modo rápido e de fácil acesso ao publico. Contamos com uma equipe totalmente qualificado e com parceiros que estão aptos a nós ajudar levar a informação até você. Noticidade Brasil, a notícia a um clique de distancia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*