Ex-prefeito é solto após pagar fiança de R$ 15 mil

Pré-candidato a prefeito do PSDB, Douglas Figueiredo, foi detido em sua residência e encaminhado para delegacia (Foto: Divulgação)

Douglas Figueiredo (PSDB) foi preso na manhã desta sexta-feira (17) durante a operação que investiga morte de ex-vereador

O pré-candidato a prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo (PSDB) foi solto na tarde desta sexta-feira (17) após pagar fiança de R$ 15 mil. Ele foi preso durante a Operação do Gaeco no município. Segundo as investigações, o político é suspeito de ter envolvimento na morte do ex-vereador, Wander Alves Meleiro, o Dinho Vital, de 40 anos, no dia 8 de maio.

Conforme a decisão, o ex-prefeito foi solto após a fiança e com algumas medidas cautelares como manutenção de endereço atualizado, proibição de se ausentar da comarca por mais de 15 dias sem autorização judicial, comparecer a todos os atos do processo para quais for intimidado e entre outros. 

Durante o cumprimento de busca e apreensão na residência dele, os agentes encontraram duas carabinas, calibre 22 e 38, pistola 9 milímetros, um carregador e 14 munições escondidos em móveis. Diante disso, ele foi preso em flagrante por posse e porte ilegal de arma de fogo e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Anastácio.

Por meio da nota, o político informou que lamenta veementemente a forma arbitrária como a operação foi conduzida em minha residência. ” A ação configura-se como uma flagrante tentativa de me desmoralizar e inviabilizar minha candidatura baseada em narrativa criada por opositores”.

Já em relação à morte do ex-vereador, esclareceu que o ocorrido foi uma fatalidade. “Resultado de um momento de destempero e excessos, gravados em vídeo. Não participei de discussão com ele, não briguei e muito menos estava no local no ocorrido e lamento profundamente o que aconteceu. Confio plenamente na justiça e tenho convicção de que minha inocência será provada. Acredito que a verdade prevalecerá e que os responsáveis por essa injustiça serão punidos”, finaliza o comunicado.

Além dele, os policiais militares que atiraram contra o Dinho também foram presos temporariamente. O sargento da Polícia Militar, Valdeci Alexandre da Silva Ricardo e o cabo, Bruno César Malheiros dos Santos se apresentaram espontaneamente. “Eles acreditam e confiam fielmente no Poder Judiciário e tão breve será elucidado o ocorrido e, assim, confirmada as versões dos mesmos, que agiram no estrito cumprimento do dever legal e em clara legítima defesa”, afirmou a defesa de ambos, Lucas Arguelho.

si0clf6ua6af.jpg (1200×718)
Os policiais militares, Bruno César (à esquerda) e o Valdeci estavam com mandado de prisão temporária (Foto: Reprodução/Rede Social)

Na última segunda-feira (13), os PMs foram afastados das atividades da corporação após pedirem licença médica. Conforme divulgado pelo Diário Digital, os dois passaram por consulta dentro da corporação. Segundo a defesa, “a profissional, após examiná-los, viu a necessidade de afastá-los para o tratamento. Todavia, seguem à disposição de todas as autoridades”.

Relembre o caso – Conforme o boletim de ocorrência, a vítima estava no evento quando em um determinado momento ficou alcoolizado e começou a fazer ameaças para o ex-prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo. Pois, durante a festa, o atual prefeito, Nildo Alves de Albres, anunciou que lançaria Douglas como pré-candidato à prefeitura.

Nos vídeos que estão sendo compartilhados nas redes sociais mostra exato momento em que Dinho parte para cima do ex-prefeito. Em seguida, ele é contido por amigos e familiares. No entanto, relatou que iria voltar armado para a festa.

image-29c3ysv2qoj9.png (709×543)
Wander Alves Meleiro foi morto a tiros na BR-262 (Foto: Reprodução/Rede Social)

Já por volta das 16h, Wander volta para rodovia armado e dois policiais militares – que segundo as testemunhas, eram os seguranças do local, vão até ele e perguntam o que estava acontecendo. Com isso, Dinho aponta a arma de fogo para eles e para cessar a injusta agressão efetuaram disparos de arma de fogo em direção do ex-vereador. Ele tentou correr para trás do veículo, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Sobre Noticidade Brasil 7486 Artigos
Noticidade Brasil é um portal de noticias que veio com a ideia de levar a informação de modo rápido e de fácil acesso ao publico. Contamos com uma equipe totalmente qualificado e com parceiros que estão aptos a nós ajudar levar a informação até você. Noticidade Brasil, a notícia a um clique de distancia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*